quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Custos invisíveis - uma lista para checkup.

Pessoal:
Eu comecei a postar a lista no Twitter mas a limitação dos 140 caracteres estava fazendo a coisa demorar muito.
Então decidi colocar um arquivo por aqui com tudo de uma só vez. É claro que essa lista não esgota o assunto. Se tiverem alguma coisa para acrescentar eu ficarei agradecido.

Custos invisíveis são provocados por aquelas coisas para as quais não damos a devida importância mas que costumam sangrar a lucratividade da operação.

Usem os tópicos da lista a seguir para caçar e eliminar os custos invisíveis da sua operação:

  • Desarmonia e desgastes interpessoais no dia-a-dia
  • Politicagens, fofocas, boatos, “conspirações subterrâneas”
  • Falta de diálogo e falta de sintonia
  • Mal-entendidos e comunicação deficiente
  • Clima pesado e crítica destrutiva
  • Boicotes e resistências
  • Competição predatória, ausência de cooperação
  • Falta de autenticidade nas relações
  • Desconfiança e controles excessivos
  • Falta de persistência e aceitar o “mais ou menos”
  • Acomodação pelo excesso de recursos
  • Arrogância que bloqueia a aprendizagem
  • Falta de austeridade / mal uso dos recursos da empresa
  • Ostentação, exibicionismo, busca de status
  • Não reciclagem
  • “Qualidade a qualquer preço”
  • Postura de não ligar, de não se importar
  • Desmotivação, falta de pique do pessoal
  • Acomodação pelo sucesso alcançado no passado
  • Excesso de dados, “poluição informacional”
  • Não se importar com o amanhã e focar no curto prazo
  • “Liderança” ausente
  • Ineficácia, amadorismo, pessoa errada no lugar errado
  • Não usar bem os talentos que tem
  • Ativos ociosos
  • Turnover alto
  • “Taxa de urgência” e deixar para fazer na última hora
  • Estar estruturado para picos
  • Isolamento e falta de parcerias e sinergias
  • Gorduras estruturais
  • Superposição de pessoas e áreas fazendo a mesma coisa
  • Falta de coordenação e não-otimização
  • Estruturas mal idealizadas, superadas, dessintonizadas
  • Sistemas obsoletos
  • Falta de criatividade nas soluções
  • “Reinventar a roda”
  • Deixar de fazer coisas, ou procrastinação
  • Fazer o que não é mais preciso ou necessário
  • Descontrole
  • Desordem
  • Refazer, corrigir, compensar erros
  • Tecnologia obsoleta
  • Manutenção excessiva
  • Baixa produtividade
  • Desperdícios no dia-a-dia
  • Burocracia
  • Lentidão, demora para decidir
  • Superficialidade das análises e decisões
  • Não pesquisar o melhor preço da praça
  • Negociações mal feitas, pouco refinadas e com baixo nível de aspiração
  • Desequilíbrio entre “fazer internamente” e “comprar de fontes externas”
  • Planejar baseado na conveniência e segurança dos estoques altos
  • Deixar coisas inacabadas, começar muita coisa e não completar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário