domingo, 21 de fevereiro de 2010

Certificado do Paraíso

Um desejo recorrente a todos com quem converso é a respeito de manter seus custos operacionais baixos.

Em primeiro lugar é preciso dizer que preocupar-se simplesmente em reduzir custos é olhar pelo lado errado do binóculo. O correto seria primeiramente se perguntar se o valor percebido pelos clientes é compatível com o nível de custos. Eu respondo que provavelmente não! É só procurar um pouco que descobriremos custos que não acrescentam nada ao valor percebido pelos nossos clientes.

Então como garantir custos compatíveis com o valor percebido em nossas atividades?

Garantindo que nenhuma atividade desnecessária está sendo feita.

De um modo geral, todos os responsáveis por um armazém se orgulham de manter um conjunto de indicadores de sua operação, que lhes informam que essa operação está sob controle, que seus custos estão enxutos, que o desempenho e a qualidade do trabalho são bons, etc... Ou seja, é uma espécie de “Certificado do Paraíso” com direito a anjos tocando harpa, suave perfume no ar e tudo!
No entanto, podemos listar uma meia dúzia de itens que vão lhe indicar que há problemas:

Sinais escondidos (mas nem tanto) que informam o que esta acontecendo com seus custos:

Poças ou manchas de óleo no piso:

São indicativas que sua manutenção está deixando a desejar. Um ou vários de seus equipamentos estão sendo utilizados acima dos limites de capacidade, ou a manutenção preventiva não está sendo feita a contento, ou o piso está em mal estado, etc...)

Olhe para cima: Há alguma lâmpada piscando ou já queimada?

Puxa, isso com certeza estará lhe oferecendo uma condição para uma leitura errada no código de uma etiqueta, ou um pesagem errada, ou uma conferência inadequada, etc... Talvez daqui há um ou dois dias aquele seu cliente importante devolva um pedido por causa de um erro desses.

E aquela sala que está com a porta aberta?

Deu prá ver que o aparelho de ar condicionado está funcionando? Se a sua intenção não é refrigerar o mundo e reduzir o efeito estufa, então provavelmente o que você está vendo é mais um ponto de desperdício.
Em todos os lugares há sempre uma das infinitas possibilidades de desperdício lutando para se fazer presente afim de onerar os seus custos de produção.

Vá a luta. Descubra esses desperdiçadores e elimine-os sem dó nem piedade! A competitividade de sua operação agradecerá o esforço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário