quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Como carregar um veículo de maneira perfeita

Inicialmente vamos falar resumidamente sobre as acelerações às quais estão sujeitas as cargas rodoviárias.

No sentido longitudinal e transversal, a aceleração provocada pelas frenagens e arrancadas não são as mais importantes. No entanto no sentido vertical, as acelerações causadas por lombadas, buracos, e irregularidades da pista representam cerca de 1,5G podendo mesmo chegar a picos de 6G.


É por esse motivo que os embarcadores precisam cuidar para que o carregamento de um veículo seja feito de maneira cuidadosa, o que se consegue seguindo algumas regras básicas:

Verifique seus produtos:
  • As embalagens estão intactas? (sem amassados, vazamentos, rasgos, etc...)
  • As embalagens estão corretamente identificadas?
  • Os produtos incompatíveis estão devidamente segregados? (por exemplo: aqueles mutuamente contaminantes)
  • As quantidades e tipos estão corretamente conferidas e disponíveis?
  • Planeje a estufagem:
  • O planejamento da estufagem de seu veículo garante que os produtos não sofrerão danos durante o transporte e o descarregamento?
  • A capacidade cúbica do veículo será utilizada ao máximo?
  • A conferência e o acesso aos produtos serão facilitados no momento do descarregamento?
  • Disponibilidade de equipamentos:
    O tempo gasto no carregamento também é importante e indicativo da qualidade de seu processo. Antes do início do carregamento você se assegurou que os meios necessários estão disponíveis? A carga está conferida e achada OK? E as Paleteiras, páletes, lacres, material de acolchoamento, etc...estão disponíveis para uso?

Checagem do veículo:

Verifique se o veículo está em boas condições conferindo:
  • Estanqueidade (feche o baú e veja se não vaza luz em nenhum ponto),
  • Estado do piso (plano, íntegro),
  • Limpeza (está sem odores? Não apresenta resíduos de cargas anteriores?
  • Não há obstruções ou pontas (de pregos ou parafusos) no piso ou nas paredes do baú, que possam danificar as embalagens ou ferir alguém?
  • A suspensão do veículo está em perfeitas condições (nivelada e alta)?
  • As portas se fecham normalmente?
  • Há como lacrar o baú (se conveniente ou necessário?
  • O veículo e/ou baú são apropriados para o(s) destino(s)?
  • A carga não vai exceder o peso por eixo?
  • A origem do veículo e seus documentos foram devidamente verificados?
  • Se você vai transportar produtos perigosos o motorista é capacitado? O veículo tem o kit de segurança?

Regras de ouro para a estufagem do veículo:
  1. Distribua o peso da carga uniformemente sobre todo o assoalho. O centro de gravidade deve ser o mais baixo possível e tão próximo do centro quanto possível. A atenção deve ser redobrada quando se está carregando cargas formadas por diversos produtos. Sempre que for possível mantenha juntos os lotes de um mesmo produto ou destinados a um mesmo local.Não se esqueça da distribuição de peso sobre os eixos.
  2. Nunca sobreponha produtos pesados sobre produtos leves.
  3. Nunca sobreponha produtos líquidos ou úmidos sobre produtos secos. As embalagens contendo produtos líquidos deveriam ser sempre estufadas embaixo e sobre uma camada de algum tipo de absorvente como serragem ou estopa para que, no caso de um vazamento, a umidade decorrente ficasse contida e reduzisse os danos aos produtos vizinhos. No entanto, essa prática é muito pouco comum no Brasil.
  4. Mantenha a carga presa principalmente junto à porta através de uma estrutura apropriada feita de sarrafos, ou com elásticos ou cabos. Esse é um cuidado especial com quem vai abrir a porta no destino.
    Calce os espaços entre as embalagens, através de sacos infláveis ou outro material de preenchimento. Esse é um cuidado essencial aos seus produtos.
  5. O ideal é que a carga não deixe espaços laterais entre as embalagens e as paredes do baú. Se isso acontecer, preencha ou calce para impedir o deslocamento lateral.
  6. Se suas embalagens são auto-suportantes, então empilhe-as canto sobre canto, visto que estes são os pontos de maior resistência vertical. Caso contrário, e principalmente se a carga for composta por diversos produtos, empilhe-as em blocos cruzados.
  7. Veículos carregando produtos perigosos devem ser identificados de acordo com a legislação. Não se esqueça de verificar isso previamente!
  8. Se o centro de gravidade da carga estiver muito distante do centro de gravidade do veículo, não se esqueça de avisar o motorista desse fato.
  9. Nunca ultrapasse a capacidade de carga do veículo.
  10. Após fechar a porta do baú, lacre-o, grave o número do lacre e registre-o da maneira apropriada nos documentos de envio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário