sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Cronoanalista Jr.




SE sua GARRA é maior do que a sua experiência;
SE você já conhece um pouco de cronoanálise e quer aprender como aplicá-la em operações logísticas;
Se pra você Estatística e Fluxograma não são palavrões;
Se você não fica catatônico na frente de um Excel ou PowerPoint;
Se para compreender seus relatórios não são necessários poderes paranormais;
SE você sabe trabalhar sob pressão e com prazos apertados;
SE você tem carro para viajar 150km todo dia e ainda terminar o dia sorrindo; (será muito vantajoso morar entre Jacareí e Caçapava).
SEus problemas acabaram!

O QUE OFERECEMOS:
De 4 a 6 semanas de trabalho duro entre Outubro e Novembro;
Uma boa oportunidade de conhecer mais sobre tempos e métodos e Logística interna;
Vivenciar o dia a dia da operação logística de uma multinacional importante no Vale do Paraíba;
Reduzir seu peso porque a comida é boa mas você vai andar feito um peregrino.

QUANTO VOCÊ VAI GANHAR? Humm! Próxima pergunta...

SEXO: Irrelevante desde que seja ou homem ou mulher

EXPERIÊNCIA: Achamos que você vai conseguir alguma

VAI TOPAR?
Então envie-nos um email (esqueça o currículo) sem anexo para cronotec1@clinicalogistica.com.br contando quem você é, quais são os seus conhecimentos de cronoanálise, qual sua experiência profissional, que curso está fazendo, onde você mora, e porque quer esse desafio. Aproveite e conte também o que você está fazendo para melhorar o mundo em que vive.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Como uma empilhadeira sem operador pode incrementar sua eficiência

Esse foi o tema da entrevista que assisti na SupplyChainBrain com Benny Forsman, que é o gerente de negócios da Pick-n-Go North America. A Pick-n-Go representa a Kollmorgen, empresa européia de atuação mundial especializada em sistemas de controle de movimentação.

Não se trata de controle remoto e sim de um nível muito mais avançado de automação que possibilita ganhos entre 60% a 100% na produtividade do armazém, utilizando equipamentos convencionais.

O sistema que já é bastante utilizado na Europa, é adaptável à qualquer empilhadeira ou paleteira elétricas, e passa a “pilotar” o equipamento através de um sistema de reflexão de laser montado sobre o veículo, que oferece uma precisão de navegação melhor que 3mm.
Segundo Forsman, um uso muito comum é nas operações de picking de empresas de distribuição de alimentos, que por demandar um grande volume de mão de obra, torna bastante atrativo o uso do sistema.

O que se vê normalmente no picking dessas operações, é o separador indo endereço por endereço, coletando caixas de um dado produto em cada endereço e colocando-as no pálete disposto em sua paleteira.

Com o uso do sistema Pick-n-Go, o separador não precisa mais se preocupar em dirigir sua paleteira até o próximo endereço. A paleteira o segue fielmente (como um cachorro adestrado), parando nos endereços, esperando até que o picking dessa posição seja completado e acompanhando-o até o próximo endereço.

Com isso, a única atribuição do separador é coletar as caixas. Forsman afirma que o ganho de produtividade pode chegar até a 100% na quantidade de pegadas por hora por empregado, principalmente quando utilizado em conjunto com sistemas picking by voice.

O mais legal é que quando o pálete fica cheio, a paleteira automaticamente se dirige ao ponto de estacionamento ou stretching na área de expedição, enquanto outra se antecipa e vem encontrar o separador no próximo endereço. Desse modo, 100% do tempo do separador é utilizado produtivamente.

Adicionalmente, o sistema ainda oferece ganhos inegáveis de segurança tanto pessoal quanto para os racks e produtos porque não bate nas estruturas e nem derruba as caixas nas curvas.