segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Como medir a área de um armazém? - parte 2

Medindo a área:
Normalmente o que comumente se vê na medição de um prédio aparentemente retangular é que o analista puxa a trena uma única vez ao longo de duas paredes contíguas A, e B, e adota as dimensões encontradas como sendo corretas. Mas isso só é correto se tivermos a mais absoluta certeza de que as paredes são de fato ortogonais. E como podemos nos assegurar disso? Em primeiro lugar, fazendo outras medições nas outras 2 paredes C e D, totalizando 4 medições.
E ainda que as dimensões sejam pareadas; A=C e B=D, puxe a trena também nas diagonais do prédio visto que serão as dimensões idênticas dessas 2 diagonais que lhe garantirão que as paredes são mesmo perfeitamente ortogonais.

Como desenhar o prédio corretamente?
No exemplo acima, vemos que há pequenas diferenças nas dimensões das paredes e consequentemente das diagonais, indicando que as paredes não são ortogonais.
Para desenhar o prédio corretamente, escolha uma reta (por exemplo a da parede A). Usando a extremidade "esquerda" como centro, trace uma circunferência que tenha como raio a diagonal 1327. A partir da extremidade "direita", trace uma circunferência que tenha como raio a dimensão 646. O cruzamento das duas circunferências localiza onde a parede "B" acaba.
Usando esse ponto como centro, trace então uma circunferência com a dimensão da parede "C". E usando novamente a extremidade esquerda da parede "A", trace uma circunferência com raio igual a dimensão da parede "D". O cruzamento das duas circunferências marcará o último canto do prédio.

E prédios que são irregulares? Como eu faço para medir?
Isso ficará para a terceira parte dessa matéria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário