domingo, 18 de dezembro de 2011

Meus votos de final de ano

Aos meus amigos:

Novamente é Dezembro. De novo o tempo em que todos nós independente de nossas crenças, guardamos pelo menos alguns segundos para a reflexão sobre o que foi o ano que está se acabando, sobre o significado do Natal, e para o planejamento do novo ano, que é sempre um recomeço. Mas guardamos o paradigma de que é um recomeço e assim depende de todas as nossas construções e realizações anteriores. Muitas vezes é justamente isso que nos impede de procurar novos limites.

Hermann Hesse em seu poema “Stufen” (etapas) disse:

“...A cada etapa na vida o coração deve estar preparado para as perdas e para os novos começos, com coragem e sem tristeza, para ir em busca de novas conquistas e limites.

Em cada começar há uma mágica que nos protege e nos ajuda a viver...”

Portanto, meus amigos, confiem na mágica dos novos começos! Desejo a vocês para 2012 a coragem para mudar o que deve ser mudado, para ousar no que deve ser ousado, e para viver o que tiver que ser vivido.

E que nossas conquistas pessoais e profissionais e a busca dos novos limites sempre nos levem também à conquista de novas qualidades e que possamos dizer ao final de 2012 que esse tenha sido um ano em que conseguimos melhorar pelo menos um pouquinho de nós mesmos e que tenhamos contribuído para deixar o mundo um tantinho melhor para nossos filhos.

Um Feliz Natal e um grande 2012 para todos vocês.

Ah! E não precisam se preocupar com o calendário Maia. Ele terminou em 2012 só porque aquela era a maior pedra que o escultor tinha em estoque no momento.

Um grande abraço a todos

Valter Mello e família

Nenhum comentário:

Postar um comentário